Bahia terá polo logístico melhor estruturado do país

0
29

Em conversas com jornalistas e blogueiros de Ilhéus, a ministra Tereza Campelo falou que agricultura familiar receberá novas linhas de crédito.

ImageProxyAntes de sair em caminhada pelas ruas do Centro de Ilhéus, os candidatos da coligação Pra Bahia Mudar Mais Rui Costa (governador), Otto Alencar (senador) e João Leão (vice-governador]), juntamente com a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campelo, participaram de um bate papo com jornalistas e blogueiros. Entre os assuntos abordados, o destaque ficou com a importância da agricultura familiar no país e o anuncio da ministra sobre a criação de novas linhas de crédito. “A agricultura familiar é responsável pela produção de 70% dos alimentos consumidos no Brasil”, disse a ministra. “O Sul da Bahia tem importante participação nesse mercado, produzindo cacau, mandioca, banana, maracujá e outras frutas. Por isso daremos atenção especial para as famílias produtoras”.

Rui, por sua vez, reforçou que o Sul baiano será um novo vetor de crescimento após consolidação da estrutura logística que está sendo implantada. “Teremos o polo logístico melhor estrutura do país. Vamos aproveitar todo potencial do sul baiano para resgatar a economia local, enfraquecida pela crise do cacau”, disse. “Com a conclusão da Ferrovia Oeste-Leste (Fiol), do Porto Sul, aeroporto, duplicação da BR 415, Ponte do Pontal projetamos o potencial da região para um novo momento de desenvolvimento”, disse. “A Universidade Federal iniciou as aulas na semana passada e o e hospital regional será construído. Isso confirma o compromisso que temos. Vamos avançar na proposta de tornar a Bahia um estado moderno e competitivo, de oportunidades para o povo”.

Para Rui, Otto e Leão, a Região Sul tem enorme potencial, em diversas áreas: turismo, agricultura, serviços e indústria e não pode se limitar a apenas uma atividade. “Não vou ser governador de gabinete. Um gestor tem que pensar grande e, para concretizar tudo que planejamos, irei atrás de financiamento do governo federal, da iniciativa privada”, garantiu. “A Bahia passou muitos anos estagnada por falta de ambição do governo anterior ao de Jaques Wagner, mas agora é diferente”, garantiu. “Terei mais sorte do que ele, pois herdarei um estado em melhores condições para avançar.”

*Por Assessoria de imprensa de Rui Costa

SEM COMENTÁRIO