Estudantes podem fazer matrículas pelo site da Secretaria de Educação

0
24

Na matrícula online, o acesso pode ser feito por meio de um código que o estudante recebe na própria escola.

RTEmagicC_31cabf0327.jpg

Apesar da facilidade de resolver tudo sem sair de casa, são poucos os estudantes da rede estadual que optam por fazer a matrícula ou transferência através do site da Secretaria de Educação.

Segundo a  diretora de ordenamento da rede estadual, Eliana Carvalho, no ano passado, por exemplo, das 300 mil matrículas realizadas na rede, apenas 8 mil foram feitas via internet. A diretora diz que não há um motivo específico para que o público não se adapte à plataforma.

“Há uma procura bastante reduzida ao que esperávamos que acontecesse e não conseguimos justificar a procura baixa na matrícula pela internet. Ainda existe a cultura de ir na escola que se quer estudar para tentar a vaga, ficar na fila”, diz. Também é possível fazer a transferência de escola no site da secretaria: www.educacao.ba.gov.br/matricula2015.

Podem fazer as matrículas pela internet estudantes de Salvador, Camaçari, Simões Filho, Vera Cruz, Dias D’Ávila, Feira de Santana, Catu, Canavieiras, Maraú, Coronel João Sá, Paulo Afonso, Glória, São Domingos, Santa Luz, Nordestina, Lamarão, Barrocas, Euclides da Cunha, Queimadas, Serrinha, Quinjigue, Caraíbas, Encruzilhada, Poções e Vitória da Conquista.

Para fazer a matrícula online, Eliana explica que o acesso pode ser feito por meio de um código que o estudante recebe na própria escola. “O município ou estado entrega ao estudante uma carta lembrando o dia para se matricular pela internet ou comparecer à unidade escolar. Nessa carta vem um código de acesso  que ele entra no portal, digita e aparece os seus dados”, diz.

Depois de acessar o portal, o estudante pode escolher a nova escola e também o turno em que vai estudar. Dados sobre o perfil do estudante, como a série, só podem ser alterados na unidade escolar. Após garantir a vaga, o aluno deve imprimir o comprovante e levá-lo com os documentos necessários  até a escola.

“Se não entrega a documentação naquele prazo, de aproximadamente três dias, a partir do dia que o estudante faz a matrícula, ele perde a vaga e ela volta para a escola”, detalha Eliana.

*Do Correio24Horas

SEM COMENTÁRIO