ÚLTIMAS INFORMAÇÕES sobre a Guerra de Espadas em Sr. do Bonfim; Participe votando na enquete

47
6258


Foto: Facebook.

Na última sexta-feira, dia 15, o Ministério Público colocou a tradicional Guerra de Espadas de Senhor do Bonfim no centro das discussões. Um documento divulgado pelas promotoras Daniele Cochrane, Ítala Suzana e Joseane Mendes traz uma série de recomendações à prefeitura, secretários municipais, polícias e Corpo de Bombeiros para não apoiar e impedir qualquer ato relacionado ao evento. O documento também inclui vários artigos que consideram a Guerra de Espadas crime sujeito a penas aos participantes.

Na segunda-feira, dia 18, a notícia de que uma professora do Colégio Sacramentinas sofreu uma advertência da promotoria de Senhor do Bonfim por mencionar a Guerra de Espadas como uma das tradições juninas da cidade causou ainda mais indignação à população. A informação foi divulgada pelo advogado Sergio Reis em nota no seu Facebook.

De acordo com a professora, não houve nenhuma intenção de ofender ou afrontar alguém. “Eu estava falando sobre o São João, sobre a culinária, e depois pedi a meu Jesus que não deixasse acabar a nossa tradicional Guerra de Espadas. Só que a frase saiu no momento, a promotora estava na festinha e eu acho que ela imaginou que eu estava incentivando soltar espada, e logo depois foi conversar com a direção e a escola teve que assinar um termo” relatou a professora.

Em nota, o Ministério Público da Bahia esclareceu o ocorrido:

Após o caso, alguns representantes da cidade de Senhor do Bonfim se pronunciaram a respeito. O prefeito Carlos Brasileiro divulgou um áudio esclarecendo o papel da prefeitura e pedindo para que a população bonfinense lute na justiça pelo evento. “O povo não pode se acomodar como se acomodou ano passado. Vamos pra rua. Se tá proibida a Rua Barão do Cotegipe, vamos pra outras ruas fazer o show de espadas. Eu quero ver se eles vão estar lá com os policiais em todas as alvoradas pra poder prender as pessoas. Agora o que temos que fazer nós estamos fazendo e vamos dar entrada amanhã, contestando a decisão da justiça, mas só quem pode julgar isso é a presidenta do tribunal de justiça. Quem organiza a Guerra de Espadas não é a prefeitura, é o povo. A prefeitura vai entrar com ação como coparticipante, mas se querem se movimentar, inclusive pra derrubar essa posição do juiz, tem que entrar com ação a frente cultural, a Associação dos Espadeiros e qualquer outra entidade que queira defender essa cultura como patrimônio nosso”.

Nesta quarta-feira, dia 20, foi divulgado pela Prefeitura de Senhor do Bonfim o processo que foi protocolado no Tribunal de Justiça do Estado da Bahia pedindo a suspensão da liminar que suspende a Guerra de Espadas no município.

O perito criminal e idealizador da Associação Cultural dos Espadeiros de Senhor do Bonfim, George Nascimento dos Santos, está fazendo um parecer técnico para buscar a legalização da “espada” e também comentou a respeito da realização do evento. “A associação está buscando soluções jurídicas para fazer com que a tradicional guerra de espadas aconteça sem confrontar a ação judicial. Queremos uma brincadeira pacífica e harmoniosa sem danos ao patrimônio e principalmente aos munícipes”, disse George ao site BonfimNoticias.com.

Procurado pelo site BonfimNoticias.com, o vereador Cleiton Vieira também nos enviou uma nota apoiando à Guerra de Espadas. “Acredito que uma discussão tão importante, que envolve uma tradição de muitos e muitos anos, um patrimônio histórico imaterial de nossa cidade, deveria envolver a participação de toda população, pois não vejo algo de positivo em uma proibição de um show de espadas que, até o momento, só vejo a Justiça contra. Não enxerguei movimento contrário da população para que pudesse aceitar. Desta forma, continuarei defendendo o diálogo para criar regras claras para a realização do show”.

Em nota na sua rede social, o Secretário Municipal de Cultura, Rodrigo Wanderley, também comentou o caso.

Nesta semana, a ACESB (Associação Cultural dos Espadeiros de Senhor do Bonfim) divulgou nas redes sociais um convite à população bonfinense para um ato público em defesa da Guerra de Espadas na próxima sexta-feira, dia 22, às 14h na Praça Nova do Congresso.

A equipe do site BonfimNoticias.com segue no aguardo de mais informações. Enquanto isto, participe de nossa enquete e demonstre a sua opinião no formulário de comentários abaixo.

Você é a favor da realização da Guerra de Espadas?

  • Sim (92%, 1.357 Votes)
  • Não (6%, 84 Votes)
  • Tanto faz (3%, 38 Votes)

Total Voters: 1.479

Carregando ... Carregando ...

47 COMENTÁRIOS

  1. Tenho 36 anos e a 28 anos participo do show de espada tenho 2 filhas 1 de 12 e outra de 16 elas tbm participam comigo do show então não vejo motivos para proibição de uma brincadeira que só participa quem quer.

  2. Sou de sr do Bonfim e a favor do show de espada.
    – querem acabar com alguma coisa?
    Pois acabem com o carnaval que leva dinheiro público nas escolas de samba. Espadas não é a prefeitura que dá.são compradas,movimentando o comércio e dando imposto pro governo roubar

  3. Eu sou Bonfinense a muitos anos eu tô muito chateado com oque esta acontecendo, estao acabando com uma tradição de gerações, uma tradição da minha cultura, isso não pode ficar assim, meu povo da minha terra vamos a luta, essa é a nossa tradição, vamos apoiar a nossa guerra de espadas!!!!

  4. Sou MEGA a favor da GUERRA de ESPADAS. Fui ESPADEIRA ainda pequena e ainda sou ESPADEIRA de coração. Meu pai era o maior incentivador. Ele comprava muitas dúzias de espada, e saíamos pra queimar espadas com grupo de amigos. Nunca me queimei, e não usávamos proteção como são usadas hoje. Hoje, os ESPADEIROS, saem com equipamentos de muita segurança. O MP, deveria fazer uma reflexão, antes de tirar dos bonfinenses, o direito de conservar suas trsdiçoes.
    NÃO VAMOS DEIXAR ESSA CHAMA SE APAGAR.
    Mariza Gonçalves de Oliveira.

  5. Meu nome é Renan. Sou Bonfinense. Não gosto de passar numa rua depois do trabalho e ser surpreendido por uma espada… EU SOU A FAVOR DO SHOW DAS ESPADAS EM NOSSA CIDADE! Todos os que conhecem nossa Cultura espera por isso no mês de Junho. Tem muitas coisas que as Autoridades poderiam estar barrando, protegendo o cidadão, e não estão! O que estão fazendo a este respeito, bem como a represália contra a Professora da Sacramentinas, é totalmente sem sentido. Acho que podemos chamar isso de “abusos também! Já sabemos que vivemos numa nação democrática onde não podemos opinar.
    Mais uma vez: A FAVOR DO SHOW DAS ESPADAS!

  6. Cara queria saber o pq e pq acabar com essa tradição que já dura a ceculo! Essa pessoas que querem acabar com esse show deveria assistir e ver como é bonito.

  7. A alguns anos dizíamos GUERRA DE ESPADA, hoje nos temos o melhor e maior SHOW de espadas! Todos nós filhos de Senhor do Bonfim esperamos o ano todo por este Show que dura no máximo 04: 00 hs .

  8. Deveriam combater o tráfico de drogas, a corrupção nas prefeituras e outros problemas da sociedade com a mesma garra que estão lutando para acabar com essa guerra de espadas.
    O povo tem que se unir contra essa injustiça que se denomina justiça.

  9. Sou a favor dessa cultura, não sou Bonfinense mas a cidade conhecida como a capital do forró vem sofrendo cada dia mais com as tradições culturais.

  10. Sou a favor sim. E uma tradição e participa quem ama. As pessoas amam assistir e e soltar e não vejo mal algum em realizar um desejo e ser feliz em uma época que é amada por todos. Guerra simmmmm.

  11. E repuquinate o q o ministério público Fais,querendo acabá com a guerra de espada.
    Pq ekes nao se empenham em fiscalizar os areais clandestinos de Bonfim q Jerá muitas matanças de árvores (vergonha irritante ).

  12. É proibido proibir! O correto é ajustar, mudar, adequar. Discutir, negociar. O São João saiu da praça, a guerra pode sair também. É uma opção.

  13. “A minha Cidade toda se ilumina,tem festas de fogos em cada esquina”
    “Vamos festejar São João,Vamos puxar fogo vamos farrear……” Sao trechos de algumas músicas do grande compositor e poeta Luis de Souza Moreira.
    Essas promotoras estão querendo se aparecer
    Tanta coisa errada neste nosso município e elas querendo acabar com o que resta de bom.Luis Moreira nelas.

  14. Partindo do princípio de que tenho formação matemática e que já vi o show de espadas fazer parte de estudos, inclusive, para teses de pós graduação venho externar meu sentimento de alegria quando vejo um show de espadas. Hoje não mais partcipo mas sou plenamente a favor da continuidade. Parabenizo os espadeiros pela luta travada. Sigam em frente. A festa e do povo. Boa sorte a todos.

  15. Já participei de muitos shows de espadas e hoje nan mais participo. Sou matemático e já vi o show de espadas ser objeto de estudos no curso dando ênfase a matemática e física. E uma extraordinária beleza do ponto de vista cultural e para estudos. Além da antropologia. Parabenizo a luta travada pelos espadeiros. Vamos em frente. Não desistam. A fedta é nossa. Sou a favor da continiconti. O show nan pode parar. Bom são João!

  16. A guerra de espadas é algo que saudavelmente dá vazão a instintos que o homem não pode abolir jamais e que devem extravasar-se (canalizar-se) em manifestações esportivas, religiosas, políticas, artísticas, enfim, culturais (no sentido lato e humano do termo “cultura”). O que os Ministérios Públicos têm feito é uma excessiva regulamentação da vida de todos os cidadãos e em todas as circunstâncias possíveis, com a consequente robotização e adoecimento do humano. Talvez isso só tenda a aumentar a violência e crueldade no mundo, pois os instintos (que não podem ser jamais erradicados em sua intensidade) se revestem das formas mais crueis quando são contidos excessivamente. Se continuarem com essa regulamentação da vida de todos, isso um dia vai explodir (talvez já esteja explodindo), e infelizmente não será na forma bela e vibrante das espadas.

  17. A guerra de espadas é algo que saudavelmente dá vazão a instintos que o homem não pode abolir jamais e que devem extravasar-se (canalizar-se) em manifestações esportivas, religiosas, políticas, artísticas, enfim, culturais (no sentido lato e humano do termo “cultura”). O que os Ministérios Públicos têm feito é uma excessiva regulamentação da vida de todos os cidadãos e em todas as circunstâncias possíveis, com a consequente robotização e adoecimento do humano. Talvez isso só tenda a aumentar a violência e crueldade no mundo, pois os instintos (que não podem ser jamais erradicados em sua intensidade) se revestem das formas mais crueis quando são contidos excessivamente. Se continuarem com essa regulamentação da vida de todos, isso um dia vai explodir (talvez já esteja explodindo), e infelizmente não será na forma bela e vibrante de espadas.

  18. Sr.s procuradores o papel dos senhores e averiguar outras mazelas e não a tradição e cultura de Sr do Bonfim a guerra de Espada faz parte do são João a muitos e vai ter guerra e forro viva são João viva forró pé serra.

  19. Espada nao e revolver!
    Espadeiro nao e assassino!
    Em minha casa sinto falta do meu filho espadeiro que nunca sofreu uma queimadura de espadas, no entanto teve a sua vida ceifada por um revolver na mao de um vagabundo!
    Estranho e ver assassinos soltos e espadeiros presos!

  20. Com todo respeito ao Ministério Público do pais e também ao MP da Bahia entidade que respeito e acredito muito… Mas é impressão minha ou alguem também já notou isso? Essas atitudes já estão partindo para um abuso de poder, o desejo de um ou alguns Promotores está acima da cultura e/ou desejo da população que nasceu, cresceu e sempre viveu na cidade. Mas vejo também o quanto o poder Legislativo da cidade juntamente com o poder Executivo, mantendo todo respeito, são acovardados e desinteressados pelo interesse da cultura da cidade e pedido de socorro da população. Tivemos essas mesma situações no ano passado(2017), ou seja um ano, para que as autoridades (executivo e legislativo) que representam o povo tomassem providências para que a voz do povo e a cultura da cidade tivessem seu devido respeito e continuidade, mas somente agora faltando 3 dias para a data tradicional do evento que o Prefeito vem se pronunciar com palavras totalmente enganosas e politicas, vereadores querendo aparecer em site de notícias para se promover com textos totalmente enganosos e a população que busca o respeito a nossa cultura e o direito de se divertir pagando o preço, sendo taxado como criminosos. Prefeito porquê teve metade do ano passado e metade do ano atual para tomar providências e somente agora que se pronuncia? Vereadores o poder Legislativo do município pertence a vocês, ou vocês pensam que ser vereador é pagar cerveja? Corram atrás para dar direito ao povo Bonfinense de escolher sobre a continuidade da cultura que já dura décadas e gerações, respeitando o direito de quem for contra(a pesar de ser uma quantidade insignificante).

    É isso que a nossa Constituição nos garante:
    Plebiscito é previsto no artigo 14, no capítulo dos Direitos Políticos, que diz: “A soberania popular será exercida pelo sufrágio universal e pelo voto direto e secreto, com valor igual para todos, e nos termos da lei, mediante: plebiscito, referendo, iniciativa popular”.

    Vamos colocar nas urnas a opinião e desejo da população Bonfinense!

    Em relação à Cultura(Show de Espadas) da minha Cidade o Ministério Público não me representa.

    Corram atrás disto senhores do Poder Legislativo e o senhor Prefeito. Honrem as calças que vocês vestem e respeitem o povo que acreditaram em vocês.

  21. Sou a favor da GUERRA DE ESPADAS, sou de Conceiçao do Coité, e tive a oportunidade de assistir este grande espetáculo, particularmente eu sei do risco mas gosto.Que viva a cultura.

  22. É ridículo que a população do nosso município se sinta acuada com atitudes de equivalência por parte de uma promotoria fraca. Na guerra de espadas do meus avós e antepassados, não existia tráfico de drogas, estupro, roubos, danos a propriedade, ou qualquer atividade ilícita. Na guerra de espadas do meu avô, apenas a tradição e o show eram a matéria de discussão, hoje vemos discussões acaloradas para algo que devia ser direito de um povo. Saiba, ministério público, defensor da moral e da ordem, nenhum bonfinense nato ou naturalizado, apoia quem esquece dos problemas de fato e dá “atenção” (REPRESSÃO E CENSURA) para a cultura.

  23. Sou a favor da tradição cultural de Senhor do Bonfim, exaltando a Guerra de Espadas. Morei na cidade por 5 anos, onde passavam os espadeiros que tive o prazer de recebê-los na minha casa. Tanta coisa para se preocupar na região e querem tirar o brilho do melhor São João da Bahia. É lamentável e triste! Viva a Guerra de Espada!!!

  24. Ridículo o MP, uma tradição que já faz muitos séculos, uma cultura lindas acabar vamos lutar, tudo que é bom o poder quer destruí.

  25. Em pleno século XXI um professor não poder falar da tradição de seu povo… Por favor, não venham calar a minha voz! !! Abaixo a ditadura!!!!! Lutarei sempre por minha liberdade de expressão! !!
    Ah, antes que eu esqueça… Viva o Show de Espadas! !!!

  26. Sou a favor da tradição de um povo, que há décadas comemora nas ruas da cidade de Senhor do Bonfim o seu melhor dia junino, ato este denominado como “show das espadas”. A situação jurídica não deve cercear ou contrariar a vontade e os costumes do povo. A definição de tradição é concebida como “a transmissão de costumes, comportamentos, memórias, rumores, crenças, lendas, para pessoas de uma comunidade, sendo que os elementos transmitidos passam a fazer parte da cultura”, sendo assim, julgo necessário considerar que as leis devem ser feitas para amparar o desejo transmitido de geração em geração e que permitam assegurar a continuidade de uma cultura da sociedade.

  27. Super a favor! Só os bonfinenses podem dizer o que querem para sua cidade. Porque não fazer uma pesquisa nas ruas onde ocorre o evento?
    Como professor de matemática e pós graduado em Estatística fiz uma com meus alunos do IF. Claro que os instrumentos foram para um trabalho de escola, mas poderíamos, com mais detalhes, fazer um trabalho melhor. No nosso estudo deu em torno de 80% a favor da guerra de espadas.
    Autoritarismo não leva a nada!
    Viva bonfim! Viva a NOSSA tradição!

  28. Eu sou a favor dessa grandiosa tradição que nós vemos trazendo desde o nosso antepassados,que agora por um capricho de duas desembargadora vem querem nus esse brilho pós sem guerra de espada não tem festas juninas,noss são João ficar insiginificavel.

  29. O ideal seria colocar em um lugar estratégico, para não causar nenhum tipo de dano, tanto da população, quanto do patrimônio.
    Acabar jamais, pois se trata da maior tradição da Cidade.

    • Com certeza! Um local estratégico para a realização dessa linda tradição bonfinense, acabar com ela seria uma grande perda para a nossa cultura local.

  30. Sou a favor da realização da Guerra de espadas. Sua proibição é uma afronta às tradições culturais!

  31. Jamais na vida uma espada terá o poder de destruição de uma dinamite, como foi citado pelas autoridades, uma dinamite em uma sala de uma casa ela destrói tudo ao seu redor , moveis, vidraças, mata pessoas com o impacto, ja
    A dinamite nós espadeiros nunca vimos ou ouvimos dizer que ela decepou a mão ou que arrancou os dedos de um espadeiros, o que a justiça quer e o estado tbm. É a legalização para recolher os impostos das espadas eles estão preocupados é com o dindin que o estado está perdendo. EX. 5000.00 CINCO MIL DE ESPADAS A 150.00 REAIS É IGUAL A. 750000.00 a 40% de impostos por baixo da 300.000.00 trezentos mil reais essa é mais ou menos a fatia que o governo quer colocar na poupança do estado se liguem o estado e as autoridades querem é dinheiro e a segurança dos foleoes que se dane e ponto final euso coloquei 5000.00 dúzias e as outras. Reflitam.

  32. Durante anos a guerra de espadas é práticada no nosso São João, alegria, animacao, show. Gostaria muito de poder entender porque uma coisa tão simples, desperta tanto interesse do judiciário da nossa cidade.

  33. Entrevista da ACESB para TV SÃO FRANCISCO.

    A preocupação do MP é louvável com a integridade da população e patrimônio porém a associação vem trabalhando com políticas educacionais conscientizando os espadeiros e a população no q tange a comportamento q minimizem os danos causados pela brincadeira tais como utilização de epi’s e postura durante a brincadeira. Estamos também lutando pela normatização e enquadramento da espada como fogos de artifício porém não é uma batalha fácil pois dependemos de estudos aprofundados e requer tempo, estamos a mais de um ano desenvolvendo um parecer técnico sobre a espada q enquadra perfeitamente a espada como fogos de artifício.
    Nos da associação entendemos a função do MP mas também desejamos q haja uma flexibilidade dos representantes no q tange a manifestação cultural, essa é uma ação popular q acreditamos q deve ser respeitada.

    George Nascimento dos Santos

  34. Fora que já quiseram proibir até as fogueiras na porta de casa… Realmente, esse povo do Ministério Público só serve pra encher o saco… Inutilidade pública total! Dinheiro público jogado fora com esse órgão! Nunca vi esse órgão intervir em algo realmente útil ao povo, nunca!! Agora, a prefeitura e a camara deveriam tb dar um escaldo nesse povo, tornar personas non grata na cidade (pq de fato são) e nunca mais chamar essa gente pra evento nenhum… E como tem a moção de aplauso, fazer uma moção de repúdio ao que essa gente vem fazendo com a cultura junina da gente…

  35. quem quer que seja não pode acabar com a tradição da guerra de espada a guerra de espada sempre foi reconhecida como uma festa popular em nossa região não deixem isso acabar.

  36. Sou a favor da Guerra de Espadas, além do mais, é uma tradição que já vem sendo realizado a muitos anos, e quem vai já tem todo conhecimento do perigo que pode causar.

Comments are closed.