Suspeito de matar idosa a pauladas e pedradas em Pilar é inocentado e solto pela Justiça

2
804




Na última quarta-feira, dia 20, iniciou se a audiência de instrução e julgamento de Anderson Nunes Monteiro, no fórum do município de Jaguarari, acusado da autoria do homicídio contra Dona Querubina Marques de Souza (69 anos), fato este acontecido em 26 de novembro de 2017.

De acordo com a Perícia Técnica, Dona “Bina” foi morta com pauladas na cabeça. O crime chocou a comunidade de Pilar e teve repercussão nacional, na época, após a notícia do crime ganhar ampla repercussão nas mídias estaduais, e até mesmo nacional.

A Polícia Civil de Jaguarari deu início a coleta de informações para nortear as investigações. Analisadas todas as possíveis linhas investigatórias, a PC começou a montar as peças do quebra cabeça ao ouvir testemunhas que contribuíram com a elucidação do crime.

De suspeito a autor

Ao cruzar todas as informações e ter testemunhas que disseram ter visto dona “Bina” passando para o local onde foi encontrada morta, sem ninguém a seguindo e outras testemunhas que confirmaram que Anderson teria saído de uma chácara no mesmo horário em que coincidia com instantes antes da morte de “Bina”, Dra. Maria Elisa Padilha ouviu chegou a conclusão que havia uma grande contradição no depoimento do então suspeito, já que ele teria dito que havia estado em um clube em Pilar e em seguida teria ido embora dormir, por volta das 3h30min, versão divergente das apresentadas pelas testemunhas.

Confrontado pelos depoimentos, Anderson se contradisse e mudou a justificativa, mas não conseguiu provar a inocência, sendo então, diante de todas as evidências, testemunhas e contradições, preso pela autoria do crime, mais uma vez a defesa patrocinada pelo Escritório de Advocacia Pedro Cordeiro e advogados, representado pela advogada Débora da Silva Livramento, conseguiu prova a inocência de Anderson, neste caso

Vale lembra que Anderson também foi acusado de ter matado REGINALDO CARDOSO DA SILVA, conhecido como “Lobisomem” de 44 anos foi morto a golpes de garrafa, no distrito de Pilar, foi encontrado desacordado e socorrido a hospital e faleceu horas depois. A vítima teve perfuração na jugular o que fez o mesmo perder muito sangue além de ferimentos na cabeça, com suspeita de afundamento de crânio, a qual foi submetido ao Júri Popular e foi declarado Inocente, tendo na época também os Advogados Associados Pedro Cordeiro, que no plenário, atuaram o criminalista bonfinense Pedro Cordeiro e Luane Ventura.

Em contato com o Criminalista Bonfinense Pedro Cordeiro, “…parabenizou a Dr. Deborah pelo belo trabalho, passando a dizer o seguinte, nos preocupa acusações infundadas, em que é submetido sobre apenas em investigações por parte da Policia, sempre tenho dito cuidado na hora de acusar e agora como fica a situação de Anderson, a qual sofreu com estas acusações e saiu a nível nacional, será que as Autoridades vão pedir desculpas, agora que inocentado…”

2 COMENTÁRIOS

  1. Também, gostaria de saber se pedirao desculpa e se irão colocar essas desculpas em redes sociais e em televisão a nível nacional. Era o mínimo que as mesmas autoridades que denigriram sua imagem o acusado de um crime o qual ele não cometeu deveriam fazer, não que isso vinhesse a ser o suficiente mais o pedido de desculpas e o que se faz quando se erra. Assina a mãe.

Comments are closed.