Jaguarari: Documentos oficiais são retirados em massa da prefeitura e supostamente destruídos; veja o flagrante

0
1780

Após decisão proferida pelo presidente do Tribunal de Justiça da Bahia que reconduziu Everton Rocha ao cargo de prefeito do município de Jaguarari, a atual gestão, de maneira estranha, começou a retirar documentos oficiais de dentro do prédio da prefeitura e secretarias municipais. A redação do Portal de Notícias Minuto Bahia recebeu denúncias de moradores de Jaguarari com flagrantes da retirada desses documentos, como mostra o vídeo abaixo onde um servidor sai pelas portas do fundo do prédio da prefeitura com diversos documentos empilhados no banco traseiro de um veiculo oficial para um destino ainda desconhecido.

Vale ressaltar que a destruição de documentos públicos é crime, respondendo não só o mandante como também seus executores. A destruição de documentos públicos está tipificada no código penal no artigo 305, tendo como pena de reclusão de 2 a 6 anos de prisão, alem de multa a ser fixada pelo juízo local. Desta forma, qualquer servidor que estiver acatando ordens de superiores hierárquicos para destruir patrimônio ou documentos públicos responderá integralmente pelo dano causado ao município.

Desde a publicação da decisão do TJ-BA no início da manhã desta sexta-feira (19), garantindo o retorno de Everton Rocha ao cargo de prefeito, a população vem denunciando a retirada de documentos e materiais de diversos setores da administração pública. Durante entrevista concedida a rádio local, o agora prefeito Everton Rocha deixou claro que os secretários e chefes de setores serão responsabilizados por danos ou destruição de documentos públicos referentes à administração do município.

SEM COMENTÁRIO