Polícia Federal deflagra ação para investigar propina da Odebrecht a Jucá

0
40


Operação Armistício está ligada a inquérito que investiga o senador Romero Jucá (MDB-RR) | Foto: Sérgio Lima.

A Polícia Federal deflagra na manhã desta quinta-feira (08) a Operação Armistício. O objetivo é investigar o recebimento ilegal de propina pelo senador Romero Jucá (MDB), em 2012, para que fosse aprovada no Senado uma resolução que restringia a chamada “guerra fiscal nos portos”.

Os alvos da operação, mantidos em sigilo pela PF, são supostos beneficiários de Jucá. No entanto, o senador não é alvo direto da ação. Os pagamentos de R$ 4 milhões teriam sido feitos pela empreiteira Odebrecht.

A ação foi autorizada pelo ministro do STF Edson Fachin, por estar relacionada a 1 inquérito já aberto no STF (Supremo Tribunal Federal) que investiga Romero Jucá.

Foram autorizados 9 mandatos de busca e apreensão: 7 em São Paulo, 1 em Santos e 1 em Campo Limpo. Os alvos da operação são mantidos em sigilo.

SEM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário