Irmãs acusadas de extorquirem pastor de Sr. do Bonfim estão presas no Complexo Policial

4
2634

Por volta das 20h40 desta terça-feira (05), duas mulheres foram conduzidas pela Polícia Militar ao Complexo Policial de Senhor do Bonfim. Elas foram presas na Praça das Laranjeiras, nas proximidades de uma igreja evangélica.

Na delegacia, elas foram identificadas como Ana Hilda Santos Marques e Adrele Santos Freitas, ambas residentes em Feira de Santana. Elas são irmãs e estão sendo acusadas de extorsão pelo pastor que congrega na referida igreja da Praça das Laranjeiras.

Segundo afirmou o Delegado Dr. Marcone Almino em entrevista ao repórter Ivan Silva da Rádio Caraíba, as duas conheceram o pastor no Terminal Rodoviário de Senhor do Bonfim, em setembro do ano passado. Elas revelaram ao pastor que a mãe delas era evangélica e que estavam precisando de ajuda.

A partir daí, o religioso passou a ajudá-las, depositando determinada quantia em dinheiro na conta de uma delas. Ainda de acordo com o delgado, as duas passaram a exigir cada vez mais dinheiro. Tentando se afastar das mulheres, o pastor chegou até a trocar o número do seu celular, por diversas vezes, mas sempre elas descobriam seus novos números.

Na noite de ontem, elas, mediante chantagem, exigiram do pastor uma quantia de 150 mil reais, ameaçando-o de distribuir panfletos com fotos delas ao lado do religioso. Então, ele decidiu acionar a PM, que conduziu as duas para a delegacia. Em depoimento, Ana Hilda afirmou que tinha um caso com o pastor, mas ele, também em depoimento ao delegado Marcone Almino, negou.

Ana Hilda, que também usa o nome de Alana Monteiro, e Adrele Freitas, foram autuadas em flagrante, por crime de extorsão, e se encontram recolhidas no Complexo Policial de Senhor do Bonfim, à disposição da Justiça.

4 COMENTÁRIOS

  1. Pastor safadinho ,ninguém sai dando dinheiro assim , esse pastor safadinbo está devendo, quem não deve nåo se deixa ser extorquido.

Comments are closed.