Andorinha: Moradora relata descaso em atendimento no Posto de Saúde

0
233



Uma moradora da cidade de Andorinha, não suportou a inércia pelo descaso que vem acontecendo na saúde do município e resolveu tornar seu dilema público para que todos tenham conhecimento.

Em relato, ela conta detalhes de como teve que levar o filho para receber atendimento no Posto de Saúde durante 3 dias seguidos.

A angústia pela falta de um profissional de saúde qualificado e um atendimento digno, demonstra a real situação de uma saúde mergulhada no caos.

Confira o desabafo:

“Bom dia pessoa! Irei fazer um resumo da situação atual do sistema de saúde de Andorinha. 
Segunda dia 11/03 levei meu filho com febre e dor de cabeça no posto de saúde, foi medicado e levei volta pra casa.

Na terça feira 12/03 ele não amanheceu nada bem, então resolvo voltar com ele para o posto de saúde por volta das 9h da manhã. Ele ficou em observação com medicamento. Outra vez voltei para casa e na quarta 13/03 ele fica pior ainda do que estava nos dias anteriores e levo outra vez para o posto.

Chegando lá a enfermeira não teve a coragem de tocar nele pra ver a febre e pasmem, a única coisa que me falou foi que não podia fazer nada por ele.

Então pra que existe esse posto? Pra que ela está ali então. Só adoecemos se o médico estiver ali. Caso contrario não se pode fazer nada. Pois então que deixe um medico todo dia ali e essa enfermeira procure outra coisa a que se dedicar já que não é capacitada nem pra medir uma febre ou caso contrário quando não tiver médico fecha o posto.

Que se não tem médico e a enfermeira não pode fazer nada. Pois pra que serve aquilo aberto todo dia? Pra passar o tempo pra receber seu salário fim do mês?

Graças a bons amigos médicos que tenho, meu filho foi diagnosticado como se deve. Mais e quem não tem essas oportunidade fazem o que? Morrem porque a enfermeira não pode fazer nada? Essa Andorinha ta ficando pior que cidade grande. Algumas coisas esta cada dia mais decadente.

Ainda tem os roubos constante e a violência que vem cada dia crescendo mais na nossa cidade e ninguém toma providências. Fica aqui a minha indignação.”

SEM COMENTÁRIO