Nego Daniel: O fim da história de um homem que carregava muita inteligência

6
1725


Senhor do Bonfim acordou nesta segunda-feira (17) com a triste notícia do falecimento de uma figura que parte deixando uma história daquelas que começam com sucesso, trabalho digno, mas que terminam pelas calçadas da vida, depois de experimentar o sabor amargo dos desvios da vida.

Quem conheceu a história de Nego Daniel, assim conhecido depois de se tornar morador de rua, sabia que pelas ruas de Bonfim perambulava um negro que no passado fez história como funcionário da antiga Cormasa, onde ocupava um cargo da mais alta confiança dos comendadores italianos Lorenzoni e Hugo Rossi.

Inteligente, além do português falava fluentemente outros idiomas, a exemplo do italiano. Num tempo em que as drogas ainda eram pouco conhecidas, Daniel acabou experimentando o que não devia, e terminou assim: perdendo, aos poucos, tudo o que tinha de referência numa cidade que almejava progresso, mas que já ostentava o título de principal metrópole da região do Piemonte Norte do Itapicuru.

Muito respeitado, apesar da sua nova condição (a de morador de rua), Nego Daniel continuou sendo a figura popular carismática que chamava a atenção das pessoas que paravam para ouvi-lo, mesmo que por pouco tempo e poucas palavras.

Talvez em sua imaginação quisesse transformar aquela condição encontrada pelas baladas dos recantos proibidos para viver de novo um tempo glorioso que lhe reservou competência e confiança dos seus superiores. Mas não conseguiu. O mundo sem volta fez Nego Daniel sucumbir no solo onde ele dedicou trabalho e sabedoria.

O fim de Nego Daniel é mais uma história que deve servir de exemplo a pessoas que talvez não saibam que a vida é feita de momentos. Bons e ruins. E que os momentos bons podem continuar sendo desfrutados com inteligência e força de vontade por aqueles que têm a consciência de que o mais importante é fazer a vida valer a pena.

Descanse em paz, Daniel.

Sua trajetória de vida mostrou que foi digno de viver nesta cidade chamada Senhor do Bonfim. Suas andanças pelas ruas deste lugar, levaram as pessoas a acreditarem no seu carisma e na sua persistência. Mesmo sendo vencido pela morte!

6 COMENTÁRIOS

  1. Não o salvaro por que a pessoa so vale o que têm…como Daniel não tinha poder aquisitivo se tornou um ninguém…nessa sociedade capitalista essa é verdade…

  2. Quando andava pelas ruas de Bonfim não era reconhecido agora que morreu e reconhecido pura improcrisia ninguém liga pra ele morava em uma casa nas popular enfrente a AABB abandonado pela família e por todos que Deus tinha misericórdia de vcs

  3. Não sabia da estória deste rapaz ,uma pena uma pessoa com um currículo de vida desta ser abandonada ao acaso deste jeito ,onde estava a família,as autoridades,já que era tão importante assim ,já que era uma pessoa culta porque não foi aproveitado ,não foi recuperado ????Tem coisas que não dá pra entender

DEIXE UMA RESPOSTA