PRF, Ministério Público e PM deflagram operação de combate ao crime organizado na Bahia

0
675


A “Operação Capinagem” cumpre hoje (15), nos municípios de Senhor do Bonfim, Jacobina, Juazeiro, Capim Grosso, Serrolândia e Lauro de Freitas 19 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão. Até agora, 13 suspeitos já foram presos: nove em Capim Grosso, dois em Lauro de Freitas, um em Jacobina e outro em Petrolina (Pernambuco).

Entre os alvos, estão integrantes de organização criminosa ligada ao PCC que atua com tráfico de drogas e é responsável por diversos homicídios no estado.

A operação ainda está em andamento e é coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Estado da Bahia (Gaeco). Além da Polícia Rodoviária Federal (PRF) as ações contam com o apoio da Coordenadoria de Segurança Institucional e Inteligência (CSI) e da Polícia Militar do Estado da Bahia.

A operação integra uma ação realizada hoje por nove Grupos de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaecos) do Ministério Público brasileiro contra integrantes de organizações criminosas em todo o país. A ação nacional é articulada pelo Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC) – colegiado que reúne os Gaecos de todos os estados brasileiros.

As atividades desta quinta estão sendo realizadas simultaneamente pelos estados de Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Mato Grosso do Sul, Pernambuco e Rio de Janeiro. Com auxílio de forças policiais, os Gaecos de cada um desses estados cumprem mandados de prisão e de busca e apreensão contra integrantes de grupos criminosos. No total, estão sendo cumpridos mais de 300 mandados judiciais, entre prisões e busca e apreensões.

Participaram da operação onze promotores de Justiça, 74 policiais militares e 99 policiais rodoviários federais. As diligências, contou com helicóptero Bell 407 da Base de Operações Aéreas e do cão farejador do Grupo de Operações com Cães da Polícia Rodoviária Federal.

 

SEM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário