Tribunal do Júri de Campo Formoso condena réu a pena de 20 anos e 9 meses

0
227

Reunido nessa quarta (21), o Tribunal do Júri da Comarca de Campo Formoso, Bahia, condenou o réu Antônio Mateus Ramos de Menezes por Homicídio Duplamente Qualificado (motivo fútil e meio que impossibilitou a defesa da vítima) contra a pessoa de Euber Ricardo de Carvalho e Lesões Corporais Graves contra a pessoa de Jéssica Barbosa.

Santana: A denúncia do Ministério Público inicialmente foi pelo Homicídio Duplamente Qualificado e a Tentativa de Homicídio, também duplamente qualificada, que caiu para Lesões Corporais Graves, reconhecido pelo próprio Ministério Público. A soma das duas penas alcançou os 20 anos e 9 meses e a Sessão de Julgamento foi presidida pelo Juiz Francisco Pereira de Morais, Titular da Vara Crime da Comarca de Campo Formoso.

O Ministério Público foi representado pelo Promotor de Justiça Igor Miranda, Titular em Paulo Afonso e Substituto em Campo Formoso.

A defesa ficou a cargo do advogado Josemar Santana, nomeado dativo pelo Juízo Criminal da Comarca, contando com o auxílio do advogado Bruno Vieira e a assistência da Estagiária Juliana Pimentel, estudante de Direito/AGES-Sr. do Bonfim.

Santana: Para o advogado Josemar Santana, que defendeu a tese de Negativa de Autoria, a condenação se deu porque o Conselho de Sentença deu mais importância à vida pregressa do acusado, que desde os 14 anos (agora tem 21) vem cometendo infrações penais, inclusive contra o próprio pai, a quem feriu com golpe de faca durante uma repreensão paterna porque descobriu o filho fazendo uso de maconha.

SEM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário