Lamborghini de R$ 1,6 milhão é ‘resgatada’; veja como carro ficou depois de enchente em SP

0
304

A Lamborghini Huracán que ficou submersa durante as enchentes em São Paulo foi rebocada por guincho da garagem onde estava nessa quarta-feira, 12. O superesportivo avaliado em R$ 1,6 milhão continuava no mesmo local desde o início da semana, na Vila Leopoldina, na Zona Oeste, quando foi atingida por alagamento após o dia mais chuvoso na cidade para um mês de fevereiro em 37 anos.

Sem seguro, o veículo faz parte de um projeto de uma produtora de conteúdo, que iria começar uma série de vídeos sobre a transformação do carro. O processo viraria um documentário de TV mostrando as etapas de preparação até o carro atingir 1.500 cavalos. No final, o modelo seria leiloado, e o dinheiro doado a alguma instituição beneficente.

O preparador automotivo Fernando ‘Mutant’ Santos, que estava como o carro em sua residência, contou ao G1 que não consegue dormir desde o incidente, mas ressalta que muitos perderam mais que ele no desastre.

“Bem material a gente trabalha, conquista, dá nossos ‘pulos’ para resolver, mas teve gente que perdeu vida. Tá muito além do prejuízo desse carro, e só se fala disso”, afirmou Fernando Santos.

Apesar de estar com o carro em sua garagem, o preparador não é dono da Lamborghini. O modelo pertence a produtora de conteúdo Trend Innov Action e está envolvido no projeto “Mutant Supercars”, que teria uma série de episódios.

Desmaio e desespero

Ao acordar na segunda-feira, 10, Fernando Santos notou que as ruas ao redor de seu apartamento estavam mais quietas que de costume. “Geralmente, eu acordo com os barulhos com a região”, relatou. “Não se ouvia nada. Eu estranhei”.

Ele então olhou pela janela e notou que a avenida estava tomada pelas águas. “Eu olhei pra baixo, era um rio, não se via nada. Não encontrei o meu outro carro que estava na rua”, afirmou o preparador, que também teve prejuízos em seu veículo particular.

Depois disso, ele desceu as escadas correndo já prevendo o que estava acontecendo com a Lamborghini.

“Eu desmaiei na hora, fiquei em estado de choque e meus vizinhos me seguraram”, relembrou. “Foi a pior manhã da minha vida. Parecia cena de filme de terror, não desejo isso para ninguém. Foi desesperador, trágico, o caos”, disse.

Futuro da ‘Lambo’

Ainda não está definido como será o futuro do carro. Ele foi levado a um galpão na cidade, onde a produtora avaliará o seu futuro.

“O prejuízo é algo que a gente ainda não pode mensurar. Pode ser 10% do valor do carro, pode ser 80% do valor”, apontou o preparador.

De acordo com a Trend Innov Action, o carro foi cedido para o projeto por um doador anônimo. “Após todo esse trabalho, a gente ia leiloar esse carro e todos os fundos arrecadados iam para uma instituição de caridade”, afirmou Fernando Santos.

Na transformação, o objetivo era elevar a potência do carro para 1.500 cavalos. O cupê italiano sai de fábrica com motor V10 5.2 com 57,1 kgfm de torque com injeção direta e indireta, câmbio automatizado de dupla embreagem de sete marchas e tração nas quatro rodas.

De acordo com dados da montadora, em sua versão original a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em apenas 3,2 segundos, e de 0 a 200 km/h em 9,9 segundos. A velocidade máxima é de 325 km/h.Sobre o futuro do ‘Mutant Supercars’, os produtores estão trabalhando para manter os planos, mas tudo ainda é uma incógnita. “Agora está tudo meio em risco. A gente não sabe quando vai continuar o projeto, como vai continuar o projeto. Quanto vai ficar para arrumar esse carro”, finalizou Fernando Santos.

SEM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário