Mulher descobre registro como ‘vereadora eleita’ na Bahia após negativa de auxílio emergencial

0
84

Um caso inusitado aconteceu na cidade de Teixeira de Freitas, no sul da Bahia, após uma mulher identificada como Cleidiane Alves Mendes de Oliveira, 33 anos, ter o auxílio emergencial negado pela Caixa Econômica Federal com a justificativa que ela é vereadora eleita no município. A mulher disse que se candidatou, mas não venceu a eleição de 2016.

Conforme apurado pelo G1, ela trabalha como faxineira e precisa do benefício do governo, por causa da falta de serviços em meio à pandemia do coronavírus.

Cleidiane alega que o aplicativo da Caixa não tem como contestar o fato inverídico e não sabe o que fazer, pois o gerente da Caixa conseguiu intervir e nem mesmo o Tribunal Regional Eleitoral da região conseguiu solucionar o caso.

No site de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais do Tribunal Superior Eleitoral consta o nome dela consta como suplente, mas ela alega que nunca tomou posse como vereadora.

Em nota a assessoria do TRE explicou que “os bancos de dados não permitem consultar o exercício de mandato eletivo”. A Caixa não se posicionou sobre o caso até o momento.

O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do TSE, enviou neste mês de junho um documento à Dataprev informando que os bancos de dados da Justiça Eleitoral não deveriam ser usados para subsidiar análise do auxílio emergencial, por causa de casos de negativa da renda extra a candidatos não eleitos.

SEM COMENTÁRIO

Deixe seu comentário