Caso Sáttia Lorena: Advogado de médico indiciado por tentativa de feminicídio afirma que relatório é “imprestável”

0
321

O advogado Gamil Föppel, representante do médico Rodolfo Cordeiro Lucas, que foi indiciado pela polícia por tentativa de feminicídio após a namorada Sáttia Lorena Patrocínio, de 27 anos, cair do 5º andar de um prédio no bairro de Armação, em Salvador, afirmou que o relatório policial é “imprestável”.

Em entrevista a RecordTV Itapoan, o advogado disse que a delegada não levou em conta o relatório da perícia técnica científica e toxicológica, que dizem que a médica fez uso de entorpecentes e que teria se arremessado do apartamento. “As conclusões são subjetivas, uma sucessão de palpites, de achismos”, afirmou Föppel sobre o relatório da delegada.

O inquérito foi enviado ao Ministério Público da Bahia (MP-BA), que pode aceitar ou não a denúncia. O advogado afirmou que espera que o MP-BA faça uma leitura detalhada dos autos, e chegue a conclusão que a decisão da delegada foi equivocada.

“Nem ela [Sáttia] diz que foi arremessada, ela diz que não se recorda dos fatos, mas pede Justiça”, explicou o advogado ao afirmar que em cima desse depoimento a delegada indiciou o seu cliente sem levar em conta as provas e depoimentos colhidos.

SEM COMENTÁRIO