Governo da Bahia confirma reabertura de 10 leitos de UTI em Juazeiro e novas medidas de contenção a Coronavírus no Estado

0
33

Como já havia adiantado na semana passada, o Governo da Bahia confirmou a reabertura de 170 leitos de UTI – 130 só na capital do Estado. O anúncio foi feito pelo secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, nesta segunda-feira (7). Ele também anunciou novas medidas para o enfrentamento da Covid-19, além da ampliação da testagem e adoção de protocolos de segurança para o verão em todo o Estado.

“O governador Rui Costa autorizou a Secretaria da Saúde do Estado a reabrir leitos que haviam sido desativados temporariamente, em unidades da Capital e do Interior, assim como ampliar os leitos do Hospital Espanhol para a capacidade máxima”, afirmou Vilas-Boas.

Os leitos de UTI serão abertos nos hospitais Espanhol (80), Ernesto Simões (30) e Couto Maia (20) e atenderão pacientes da Capital e do Interior, através do sistema de regulação. Além dos leitos da capital, a Sesab viabiliza a abertura de UTIs em Porto Seguro (10), Juazeiro (10) e Feira de Santana (20). Dos 170 leitos de UTI Covid programados, 50 já foram abertos.

Ao longo das últimas semanas, tem sido possível notar o aumento consistente no número de casos novos da Covid-19 no território estadual, com a consequente elevação nas taxas de ocupação hospitalar para além do considerado seguro“, afirmou o secretário.

Testagem em massa

Outras medidas da pasta visam a ampliar o diagnóstico através da testagem RT-PCR, que é o padrão ouro na detecção do coronavírus. Kits de coleta estão sendo distribuídos para todos os municípios fazerem busca ativa através do mapeamento de contactantes próximos de pessoas infectadas. O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) recebeu um novo robô de extração de RNA e outros equipamentos que serão instalados, a partir de amanhã (8). A partir disso a capacidade de processamento de amostras aumentará em mais de 1.000 testes por dia, alcançando a casa dos 6 mil testes diários.

Outra medida anunciada foi a divulgação, pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES), de protocolos sanitários para o verão, já que essa é uma estação de elevado turismo na Bahia, período em que o Estado recebe grande contingente de pessoas de outras regiões do país, o que representa um risco potencial de piora no cenário epidemiológico. Entre as recomendações estão a proibição de shows e música ao vivo, a restrição ao acesso de ônibus de turismo às praias, a delimitação dos espaços públicos ocupados por bares e restaurantes e o estímulo para ocupação de áreas ao ar livre, em detrimento de salões fechados.

SEM COMENTÁRIO