Anvisa nega autorização para aplicação de Coronavac para crianças e adolescentes

0
20

Foto: GOVESP

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou o pedido do Instituto Butantan para incluir crianças e adolescentes (de 3 a 17 anos) entre as pessoas que podem receber a Coronavac no Brasil. A negativa foi dada por unanimidade pelos diretores do órgão sob o argumento de que faltam dados científicos para atestar a segurança do uso do imunizante para este público. A Anvisa solicitou que sejam providenciados estudos de fase 3 (mais abrangente e específicos para avaliar a eficácia).

Na mesma reunião, realizada nesta quarta-feira (18), os técnicos revisaram e mantiveram a autorização de uso emergencial do imunizante para os adultos, que já tinha sido aprovado em 17 de janeiro. A direção do órgão cobrou o envio de dados recentes sobre o desempenho da vacina, conforme previsto no processo.

O imunizante, produzido no Brasil pelo instituto Butantan, atualmente está em uso para crianças acima de 3 anos na China. No Brasil, atualmente a vacina da Pfizer é a única aprovada para maiores de 12 anos. Além disso, o laboratório Janssen recebeu autorização para condução de estudo com menores de 18 no país.

SEM COMENTÁRIO