INSS: quase 5 milhões ainda devem fazer a prova de vida até 2022

Processo voltou a ser obrigatório a partir de junho. Há alternativas para aqueles que não puderem ir até uma agência bancária.

0
12

Foto: Hugo Barreto/ Metrópoles

Um total de 4.979.617 pessoas ainda precisam fazer a prova de vida do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) até o fim do ano. Segundo um levantamento do órgão, do total de 36.238.880 beneficiário que precisam realizar a prova de vida todos os anos, 31.259.263 já fizeram o procedimento entre 2020 e agosto de 2021.

No ano passado, 6,5 milhões de pessoas fizeram a prova de vida. O número foi menor pois o órgão suspendeu a obrigatoriedade do procedimento em função da pandemia. Já neste ano, até agosto, foram 24,7 milhões de beneficiários que completaram a prova de vida.

O estado com o maior número de segurados que ainda precisam fazer o procedimento é São Paulo, com 914,343 pendentes. Logo depois, vem Minas Gerais, com 570,893, e Bahia, com 483,875.

A prova de vida pode ser realizada no banco do segurado, que pode conferir se há alternativas como a realização da Prova de Vida em caixas eletrônicos, aplicativos para celular ou internet.

O procedimento ainda pode ser realizado em domicílio, com a visita de um funcionário do INSS. O serviço é disponível para beneficiários que não estejam em condições de se locomover e para todos maiores de 80 anos. Para agendar, é preciso ligar no 135 ou acessar o site Meu INSS. Ainda é necessário comprovar a condição por documentos médicos.

Para 510 mil beneficiários ainda está disponível a opção de fazer a prova de vida usando os aplicativos Meu gov.br (https://www.gov.br/pt-br/apps/meu-gov.br) e http://Meu INSS.

Por fim, também há a possibilidade de realizar o procedimento por meio de um procurador para pessoas que não podem se locomover ou moram no exterior. Para isso, é preciso que a procuração seja cadastrada no INSS. Nesses casos em que o beneficiário mora fora do Brasil, o órgão ainda divulgará um novo ato com orientações e prazos específicos.

Para ver a data da última realização e a data da validade da prova de vida, basta acessar o Meu INSS e clicar no botão “Prova de Vida”. O procedimento faz parte da rotina de manutenção de benefícios. Caso não seja feito, ocorre suspensão e/ou bloqueio de pagamentos de aposentadorias e pensões.

Confira o calendário completo abaixo:

Para quem perder o prazo, o benefício será pago assim que a pessoa comparecer ao banco no qual recebe o pagamento ou faça a comprovação pelo Meu INSS. No entanto, caso a prova de vida não seja feita até seis meses após o prazo, o benefício é cessado.

SEM COMENTÁRIO