Médicos baianos recebem capacitação para diagnosticar morte encefálica

0
26

Foto: Divulgação

Um curso para capacitar médicos intensivistas baianos para o diagnóstico de morte encefálica e manutenção dos potenciais doadores de órgãos e tecidos para transplantes foi realizado na noite da última terça-feira (28), de forma online. Chamado de Curso de Capacitação para Determinação de Morte Encefálica, a ação é uma iniciativa da Central Estadual de Transplantes da Bahia, em parceria com a Sociedade de Terapia Intensiva da Bahia (SOTIBA).

A capacitação reuniu aproximadamente 200 participantes, entre profissionais médicos e membros de Comissões Intra-hospitalares de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) e de Organizações de Procura de Órgãos (OPOs). No curso, foram abordadas questões como a manutenção hemodinâmica do potencial doador de órgãos e comunicação com a família durante e após o diagnóstico de morte encefálica.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), de janeiro até o último dia 20, foram registradas na Bahia 59 doações de múltiplos órgãos e 188 doações de córneas, possibilitando a realização de 257 transplantes de córnea, 16 de fígado, 105 de rim\cadáver e mais 11 de rim intervivos. No momento, a lista de espera para transplante contabiliza 1.641 para rim, 86 para fígado e 1.084 para córnea.

SEM COMENTÁRIO