Filha dá golpe na própria mãe no Rio de Janeiro; Valor é estimado em R$ 725 milhões

Seis mandados de prisão e 16 de busca e apreensão foram realizados

0
59

Foto: Reprodução/ TV Globo

Uma idosa sofreu um golpe estimado em R$ 725 milhões após ser extorquida e ter quadros roubados. A situação se agrava após descobrir que tudo não passava de um prejuízo dado pela própria filha, que foi presa na manhã desta quarta-feira (10), na Zona Sul do Rio de Janeiro.

No roubo, há peças importantes do acervo brasileiro, como obras de Tarsila do Amaral (Sol Poente) e de Di Cavalcanti. No total, foram cumpridos seis mandados de prisão de 16 de busca e apreensão no prédio onde ambas moravam. Os policiais precisaram arrombar a porta de um dos imóveis.

Entenda o caso
Tudo começou ainda no começo de 2020, quando a filha resolveu contratar uma mulher para fingir que era uma vidente e abordar a idosa milionária na rua, alertando que uma morte da família iria acontecer, que era a da própria filha.

Segundo investigações do G1, outras duas comparsas, que foram apresentadas como cartomante e mãe de santo, teriam confirmado a morte e só iriam ajudar a reverter a situação, caso houvesse o pagamento por um trabalho espiritual.

Em um intervalo de 15 dias, a idosa conseguiu transferir R$ 5 milhões para as golpistas. No entanto, a filha dispensou funcionários e prestadores de serviços domésticos, acendendo um alerta na vítima, que percebeu a relação da primogênita com as videntes. Com isso, ela parou de transferir os valores e foi ameaçada pela filha, além das agressões que sofria.

A lista do prejuízo gira em torno de R$ 725 milhões, tais como:

– Roubo de 16 quadros: R$ 709 milhões;
– Roubo de joias: R$ 6 milhões;
– Pagamento pelos “trabalhos espirituais”: R$ 5 milhões;
– Transferências sob ameaça: R$ 4 milhões.

Até o momento, três obras foram recuperadas em São Paulo. Outras obras foram vendidas para o Museu de Arte Latino-Americano, em Buenos Aires.

SEM COMENTÁRIO